domingo, 27 de novembro de 2011

Amamentação em serviço

Agora e passados 3 semanas depois do regresso ao trabalho (e já de férias), manter a amamentação a um bom nível não tem custado nada, a mim mesmo nada. Dou de mamar menos vezes é certo, e prova disso foi o regresso do período. Felizmente tenho mantido uma boa produção de leite, não tão "intensa" como quando a amamentação era exclusiva, contudo ainda continuo com bons números. Verdade seja dita que a este ponto não me interessa nada andar sempre de mamas inchadas, pesadas e a tirar "litros" de leite já que ele não faz tantas mamadas. Ainda assim, consigo sempre extrair das duas mamas algures entre 140-180cc, a norma são de facto os 160cc! Mais do que suficiente, visto que ele não mama 130cc de cada vez (nem em sopa, papa, ou fruta), continua igual a si próprio a comer o suficiente com intervalos que rondam as 2 horas e meia, às vezes menos (se tem sede) outras vezes um pouquinho mais. 

O que faço para manter essa produção de leite?
- Mantenho-me hidratada;
- Mantenho a toma da levedura de cerveja e Promil lá de vez em quando (noto que comigo o Promil até é mais eficaz do que a levedura de cerveja e só tomo duas a três saquetas por semana... se tanto, é claro que isso não é regra para ninguém já que cada corpo responde de forma muito peculiar),
- Tiro leite 2 vezes por dia: a primeira é após a mamada matinal, apenas para garantir que saio de casa leve (normalmente aí já só tiro uns 60 a 110cc), a segunda vez é no meu intervalo para o almoço que acontece umas 4 ou 5 horas depois da última extracção. Não preciso de muita logística apenas 15 minutos, uma bomba, biberão ou saco para o leite e mala térmica com um saco "icecooler" onde conservo o leite até chegar a casa, altura em que eu ou congelo ou reservo-o no frigorífico para deixar na creche no dia seguinte.
- Mantenho a demanda livre, cá não existem horários de forma alguma ele é que os estabelece. Ele mama se quiser mesmo que tenha acabado de comer papa. 
- Em casa nunca bebe de biberão vai sempre à fonte original.
- Aqui não existe preocupação com produção de leite, confio que o meu corpo é capaz de alimentar o meu bebé e desde que aprendi a pensar assim a amamentação tem sido ouro sobre azul. Confio tanto na minha produção e no bom desenvolvimento do meu filho que agora que vamos viajar, o meu filhote vai voltar a ficar mais dependente da maminha da mãe para que eu não tenha a preocupação de sair em passeios carregada com comidas, garrafas térmicas, ponderar onde e quando aquecer a comida dele, enfim ele precisará acima de tudo de mim :) ! Nada mais fácil!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Lilypie Premature Baby tickers