terça-feira, 31 de maio de 2011

So far...

Ter sido mãe (sou mãe... LOL, nem parece verdade) foi sem dúvida algo que desejava à muito... só que tive o juízo suficiente para o ir adiando... Ter conhecido o meu filhote, superou todas as minhas expectativas, por mais que o imaginasse durante a gravidez... nunca cheguei lá perto! Não senti, aquele "amor todo a chegar" mal o conheci, porque tive 8 meses para o ir amando! Quando nasceu sabia que era o nosso menino, o nosso tesouro, era nosso!!

A maternidade até então (e nem falando dos pormenores já mencionados da amamentação, que a propósito não poderia estar a correr melhor) vem preencher-me completamente o dia, mesmo... sinto que o meu dia dura há 3 semanas...
Explicando melhor. Antes tinha a sensação que ao chegar a noite dava por encerrado o dia, dormia para no dia seguinte começar de novo, fresca e fofa! Agora tenho a sensação que a noite chega apenas para dar continuidade a parte das coisas que fiz durante o dia (amamentar, dar miminho, mudar fralda, colocar para dormir), e depois da noite vem outro dia em que além de cuidar do meu bebé acresce-se todas as tarefas domésticas que também não esperam... Resultado: Sou um Zombie há 3 semanas... 
Há dias em que tenho uma energia interminável, sinto-me feliz, plena, outros há em que vejo que as minhas prioridades...ups.... minhas prioridades?? Mas o que é isso!!?? Existem sim as prioridades do baby, as do Zeus, as da casa, as das gatas e só depois disso tudo ...e só ainda me sobrar algum tempo e paciência, vêm as minhas!!
Ás vezes a minha maior prioridade do dia foi poder tomar um banho ou fazer uma refeição decente, sem estar a "correr"...
Por isso, existem os outros dias... os que sem motivo nenhum ou por todos os motivos e mais algum caiem-me as lágrimas pelo rosto abaixo, sem me pedirem permissão! 
Coisa que detesto, porque não quero que jamais associem essas lágrimas a fraqueza ou, pior, a insatisfação com o meu anjinho... não se trata nada disso!

O baby é a melhor dádiva que alguma vez tive. É um amor, e tal como os seus pais estamo-nos todos a adaptar à nossa nova vida! 

Acredito que esses sentimentos sejam naturais (e espero que mais comuns do que eu penso) e que daqui a uns tempos estejamos ajustados aos novos horários e rotinas e consigamos, por exemplo, sair de casa os 3, a tempo e horas! 
:D
Carpe Diem

2 comentários:

  1. São os babyblues, que nada tem a ver com a depressão.
    É normal, as hormonas estão todas malucas.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Interessante...babyblues...vou pesquisar!
    as coisa que tu sabes :D

    ResponderEliminar

Lilypie Premature Baby tickers