quarta-feira, 27 de julho de 2011

Something is bothering me...

Ando preocupada com isto desde que ele nasceu...
Porque o pirata, resolveu vir mais cedo, destruiu os planos de o colocar na creche apenas em Janeiro, altura em que ia fazer 7 meses! Resultava da licença prolongada (5 meses) associado ao meu mês de férias (Dezembro). Tempo ideal para mim e especialmente para ele, para fazer as coisas com calma, sem lhe impingir nada! Com este tempo amamentaria em exclusivo até aos 6 meses, seria eu que lhe faria a introdução dos sólidos nesta altura, logo ia mais "independente" de mim (da mama)  para a creche.

Na realidade e com a antecipação de 6 semanas nos meus planos (o que é muito...) ele irá para a creche antes de fazer os 4 meses (idade corrigida)... é uma diferença significativa dos 7 meses planeados! Vamos ser realistas, ok? Em que planeta, sendo eu enfermeira, alguma vez vou conseguir tirar leite de 2 em 2 horas (horário que ele faz habitualmente), só aí já tenho um grande obstáculo à amamentação em exclusivo até aos seus 6 meses! Por mais que me esvazie durante a licença para fazer um stock de leite, é sabido que se deixar de retirar leite a minha produção desce significativamente. E juro que não tive tanta dor, noites perdidas (que ainda as tenho) e empenho para estragar isso, só porque temos uma lei de parentalidade/amamentação tão restritivas! E ainda acham que nos estão a fazer um favor!!

O Vasco ainda nasceu com uma idade gestacional razoável, tenho mais pena ainda de quem teve os seus bebés mais cedo que eu e biologicamente os mande para as creches com 2, 3 ou 4 meses, quando os planos eram mandar com 4, 5, 6, 7 meses! Acho que devia haver, por justiça uma lei de maternidade para os prematuros, sem que com isso (como acontece actualmente) se tenha de perder direitos e abdicar do vencimento... mas no meio de tudo, juro que é o que menos me importa!

Opá sei que muitas mãe entregam às creches os seus bebés com a idade mínima possível, e tudo se cria na mesma (mas duvido seriamente que consigam amamentar), a diferença é que nós mães fazemos o que achamos que é melhor para eles e o que eu acho que é melhor para ele é mamar exclusivamente até aos 6 meses! 

Estou preocupada com isso e ainda não sei como vou fazer! Sendo que apenas tenho duas certezas, 1º - não vou alterar os "meus" planos de timings ao Vasco, só por causa deste obstáculozinho; 2º- não vou dificultar a minha vida para isso!

13 comentários:

  1. Não precisas de tirar de 2 em 2 horas. Eu tirava antes de entrar ao serviço, mas em vez de entrar ás 8h, às 7h30 já lá estava. Depois tirava ao meio dia, em 10 minutos estava despachada.
    Chegava a casa às 15h e dava logo mama. Claro que já tinha um bom stock, que eu cheguei a ter quase 10 litros de leite congelado, mas fiz bem assim.
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. pois... mas isso quando o Edu já comia sólidos, não? As duas em 2 horas é o tempo que sei que o Vasco aguenta. Além do que DUVIDO fortemente de poder tirar leite no serviço, excepto no tempinho para o meu almoço e (ainda não sabendo se ponho horario de aleitação, mas supondo que sim) só lhe poderia dar mamar depois das 16h ou 17horas :(, se não colocar o horário só lhe posso dar depois das 18h... como vês para quem dá mama actualmente de 2 em 2 horas, passar a dar 3 vezes por dia é um corte grande! Ai são tantas dúvidas, amiga!

    ResponderEliminar
  3. Dreia, noooo stresssssss... vais ver que as coisas vão acontecendo e vais resolvendo à medida que elas surgem! com 4 meses eles já não mamam tanto... e logo q introduzas outros alimentos substitui logo a mama. Por exemplo, antes de o deixares dás mama, o almoço será a sopa ou papa (o Tiago começou pela sopa e fruta), dps vais buscá-lo e dás mama as vezes q quiseres... como tens leitinho para dar e vender, podes deixar um dose ou duas para o caso de ele ter fome. Uns dias antes de ires trabalhar experimentas dar logo esse alimentos, para veres como ele reage... Não tens possibilidade de estar com ele à hora de almoço? E acho que devias fazer redução de horário, é um direito!! Depois começas a substituir uma mamada pelo jantar e por ai fora... ele depois já não vai beber tanto leite.. é fácil, vais ver! se tiveres um bom médico, à medida que vais à consulta ele vai-te explicando como vais fazer... tenho de ir procurar os apontamentos da pediatra do Tiago pq está lá tudo... e dps partilho contigo! claro que cada caso é diferente e depende do médico e dos pais do bebé... mas não é nada dramático, vais ver! custa mais os primeiros dias, e é a nós! E olha, eu nunca tirei leite, nos primeiro tempos ficava com as mamas cheias a arrebentar, mas depois o organismo foi-se regulando e elas só enchiam quando estava a chegar a hora...

    ResponderEliminar
  4. Compreendo bem a tua situação. Bolas! Que shit! E ainda por cima não sei que conselho te dar. Espero que consigas arranjar uma maneira de descalçar essa bota. Depois conta, se eu entretanto me lembrar de algo melhor do que "tenta negociar com a tua entidade patronal", aviso-te. Vou pensar nisso com carinho. Uma merda a nossa legislação!!! E ainda há mães nos governos, em entidades publicas, na televisão, etc. que voltam ao trabalho praticamente assim que "parem" e assim não nos defendem!! P*ta que as par**. Desculpa mas revolta-me BASTANTE!!!! Beijinhos da Catarina.

    ResponderEliminar
  5. Vi agora o comentário da Baunilha, ela está muito certa, lê com atenção. Beijinhos da Catarina

    ResponderEliminar
  6. Era isso que queria fazer, deixaste-o tao bem explicadinho que até vou imprimir lol), mas só aos 6 meses, não quero introduzir sólidos aos 4 meses percebes?!
    E não, nao tenho como sair ao almoço...é jornada continua teoricamente nem tens hora de almoço...uns miseros 15 minutos e esta muito bom e é neste tempo k vou comer e tirar leite!) e depois sim, inicio o trabalho e ponho em pratica estes preciosos conselhos cedidos por ti e pela mãe pimpolha! Obrigada às duas!
    Sabes no que ando a pensar para cobrir o ultimo mês que me falta? BAIXA de apoio à família, assim tenho tempo para continuar com a amamentação, iniciar os sólidos com calma e deixa-lo na creche antes de ir trabalhar (uma semana antes, para que possa ir fazendo gradualmente a nossa separação, mas comigo em casa, para que se tiver de ir acudir o meu bebé...ihhhh)

    ResponderEliminar
  7. E férias, não tens nenhuma sférias que possas tirar após a licença de maternidade?? Em Portugal é mesmo uma merda o tempo de licença de maternidade que dão, sinceramente...Mas não te preocupes nem sofras por antecipação porque vai correr tudo bem. O Vasco agora mama de 2 em 2 horas mas não vai ser sempre assim!! Aliás, não deveria já fazer intervalos maiorzitos entre as mamadas??

    ResponderEliminar
  8. Obrigada pelos conselhos meninas,estou a tomar notas! E sei vou arranjar solução, com certeza, tenho uma pediatra fantástica que faz tudo pelos seus meninos :) Por isso...se for preciso, saía uma baixa por favor! :)
    Maria João, eu cá não sei bem...porque só tenho um, mas o meu mama de 2 em 2 horas, isso kd nao é de hora a hora lol. Quando saimos felizmente ele faz lindos soninhos e consigo dar de mamar de 3 em 3 horas, melhor que isso nao consigo lol! Mas sei que isso varia muito de bebé para bebé... o meu é mesmo comilão!

    ResponderEliminar
  9. Pode ser que isto ajude:
    O que é a licença parental complementar?

    A licença parental complementar é o direito de o pai e a mãe trabalhadores prestarem assistência a filho/a ou adoptado/a com idade não superior a seis anos. Esta licença pode ser gozada numa de quatro modalidades, de forma consecutiva ou até três períodos interpolados:
    • Licença parental alargada, por três meses;
    • Trabalho a tempo parcial durante 12 meses, a meio tempo;
    • Períodos intercalados de licença parental alargada e de trabalho
    a tempo parcial, iguais a 3 meses de ausência;
    • Ausências interpoladas ao trabalho, desde que previstas em
    instrumento de regulamentação colectiva de trabalho.

    http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=22920&m=PD

    ResponderEliminar
  10. Obrigado anónimo(a) fofinho(a)! Vou investigar!

    ResponderEliminar
  11. faz como eu te digo.... abastece o babe com duas mamas!! no meu é tiro e queda: se mama uma, aguenta as 3 - tem dias q ao fim de 2 horas já grita por mais! e às vezes, para se calar,ao fim de uma hora tb já a tem na boca outra vez... ehehehe! mas se dou as duas, o tipo fica todo bem disposto, acordadinho e adormece mais tarde, o que prefaz umas 4 horas, 4 horas e meia sem mamar... vai-se lá perceber!! por exemplo agora, quero ir até à praia, já era para ter mamado às 13h30 e ainda estou aqui à espera q acorde - já são 14h30!! n devia ter dado as duas, está a estragar-me os planos... ehehehe!!

    ResponderEliminar
  12. Oi Andreia percebo perfeitamente o teu stress!! Quem tem de deixar os seus filhos na creche percebe bem o k estás a passar! Eu tenho sorte pk a minha filha vai para a creche com 6 meses e mesmo assim só começo a trabalhar kd ela já tiver 6 meses e 10 dias pk tenho férias e alguns feriados! A minha chefe foi porreira! Para além disso já não estou a dar mama, para minha tristeza, pk kd iniciei suplemento o pouco leite k já tinha foi-se. E se pedires à tua pra alterar o plano de férias e mudares pra Novembro (mantendo férias no Natal, claro). Até pode não ser aprovado mas não custa nada tentar, né?

    ResponderEliminar
  13. Tu tens direito ao horário, ponto. Não me venham cá com tretas, é um direito.
    Eu fui trabalhar e ele só mamava, ainda esteve assim umas 3 semanas.
    Mas ele deveria introduzir outros alimentos aos 6 meses, não precisa de ser de idade corrigida que isso já vai quase para os 8 meses e já é demasiado.
    Beijocas

    ResponderEliminar

Lilypie Premature Baby tickers