sábado, 23 de julho de 2011

A propósito da manicura caseira

Há poucas coisas que me fazem sentir tão feminina como ver cor nas minhas unhas, mais até do que ter maquilhagem no rosto! Acho que é porque vejo constantemente as mãos e lembram-me o "quão bonita estou!" [parvoeira, mas é verdade], já a maquilhagem não vejo, no máximo às vezes sinto-a como que uma máscara o que não me faz sentir bem!

O aborrecido é que normalmente uso cores discretas (ainda que goste delas, na mesma) "imposição" do meu trabalho... para não me chamarem "galdéria" porque não fica bem, dizem as altas instâncias [mas já as clínicas e técnicas, bem podem usar unhas com metros de comprimento, cada uma com a sua cor, autênticas correntes ao pescoço, guedelhas à solta que passam por tudo e por todos, anéis de todos os tamanhos e feitios (imagina por exemplo, fazerem-te um toque rectal com tais "armas")...já se for eu, reles enfermeira... estou me exibindo, a fazer-me ao pessoal e quiçá aos objectos inanimados... para nem falar que obviamente com as unhas vermelhas não farei o meu trabalho como deve ser]!

Portanto é aproveitar a licença para soltar a franga e usar a paleta de cores mais berrante que conseguir!


Sem comentários:

Enviar um comentário

Lilypie Premature Baby tickers