quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

In love #3


Sinto que voltei a apaixonar-me...melhor, estou a apaixonar-me...
Isso de se ter um filho, não é amor instantâneo, não tem regras, não tem instruções!
É gradual, se tanto! É preciso travar conhecimento, cativar...
Primeiro foi ver um bebé pela vez, na ecografia, ver que realmente existia, ouvir o seu coração. Agora já é possível determinar alguma coisa: o seu sexo e as suas primeiras feições: parece-me bochechudo e com nariz pequeno (sai à mãe), com testa/cabeça grande (sai ao pai), entre outras coisas que segundo o ego do pai também já são grandes...enfim...Homens!
Daqui uns tempos, espero que cedinho, ele irá dar o ar da sua presença, com caricias inicialmente e com o tempo cada vez mais forte, respondendo espero ao meu toque, à minha voz, ou só querendo atenção!
Mas sem dúvida que a prova final, será quando ele nascer, ai sim nos cativaremos um ao outro...



Sem comentários:

Enviar um comentário

Lilypie Premature Baby tickers