domingo, 14 de agosto de 2011

Muita água correu...

...mas está decidido, não vou baptizar o bebé numa religião que me suscita francas dúvidas... numa religião em que pretende que seja o mundo que se sujeite às suas vontades, numa religião que complica o simples, numa religião em que não se adapta às mudanças!
Por enquanto, será assim e tenho dito!

5 comentários:

  1. sei que nao tenho nada a ver, mas na minha opinião fazes muito bem! Os meus pais nao me baptizaram, deram-me a escolher. Nos primeiros dias de catequese, vi logo que nao era aquilo que queria. Disse aos meus pais, e eles nao me obrigaram. Nao sou baptizada nem sequer ligada à igreja, e ainda bem! Foi o que escolhi para mim, e agradeço muito aos meus pais por me terem dado a oportunidade de escolher em vez de me "forçarem" a seguir uma coisa que nem sequer acredito.
    mas lá está.. isto sou eu :)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Vou tentar seguir essa filosofia também, mas aqui não é fácil contrariar a norma...
    Vamos ver como corre, afinal nós somos os pais! :)

    ResponderEliminar
  3. Acho que fazes muito bem :)

    Ainda por cima, eu se quisesse baptizar a minha tinha um sem fim de documentos para tratar e pedidos especiais para fazer... (não somos casados).

    ResponderEliminar
  4. Realmente para tudo há um rol de papeis que nunca mais acabam!! lol

    ResponderEliminar
  5. As complicações de baptizados, infelizmente, não são devidas à própria igreja católica mas sim as pessoas que nela trabalham, nomeadamente os padres. Eu baptizei a minha filha mais velha com 2 anos de idade depois de muito batalhar com o meu marido que não acredita em nada destas coisas, mas que concordou que mal não lhe fazia! Pensando eu que seria complicadíssimo, porque sou casada mas não pela igreja, porque a madrinha era divorciada e o padrinho não era crismado... e afinal não. Cheguei a paróquia da minha freguesia actual (onde trabalha a meu ver dos melhores padres) e disse lhe que queria baptizar a minha Lara. Deu me um papel para preencher e perguntou me o dia. Sem mais burocracias nenhumas no dia do baptizado entrei na igreja, assisti a missa e baptizei a minha filha! Simples e prático. Um dia quando decidir por si e pensar pela sua própria cabeça decidirá o que será melhor para ela, até lá ser baptizada, na minha opinião, não lhe faz bem, mas também não lhe faz mal! LOL

    ResponderEliminar

Lilypie Premature Baby tickers