sábado, 17 de setembro de 2011

Bebé por conta do pai...

A mãe esteve ausente das 19:30 às 23:30, deixou o bebé com rabinho limpinho, barriga cheia, a dormir e um biberão com leitinho no frigorífico.
À chegada, ainda na rua ouvia o choro do meu filho (nada estridente, talvez se não estivesse atenta nem ouviria...jurava que se ouviria mais alto o meu bebé na rua), cheguei ao quarto o pai tentava-o acalmar inutilmente, olhou-me e calou-se naquele momento. Tentei fazer-lhe a "festa" mas não me sorriu! Peguei-lhe, mimei-lhe e desatou por umas 3 ou 4 vezes num pranto, com uma tristeza no rosto como nunca tinha visto que até me pôs a chorar também e a indagar o pai se teria acontecido algo que justificasse naquele estado... Coitadinho estava de certeza, a perguntar-me "por onde tinha andado" e a contar-me da noite "stressante" que teve. Mais uns miminhos (maminha claro) e adormeceu em menos de 5 minutos...
Acho que ele gosta mesmo de mim e sente/sentiu saudades minhas (olha para mim toda inchada de orgulho)... será assim, quando o for buscar à creche (coitadinho, isso também não)?

O pai disse ele acordou ás 20horas, esteve entretido até as 21horas, deu-lhe o banho e o biberão pelas 22horas e desde então até eu chegar que apesar do sono não conseguia adormecer (como sempre), chorando como de costume!

O pai teve um "gostinho" dos meus dias, fez as mesmas "reclamações" que eu lhe faço (Ah e tal não fiz outra coisa que estar com ele...)...nada que me espantasse.
Agora só espero que consiga dar mais valor ao meu dia! 

1 comentário:

  1. Pois é!!! Só passando pelo mesmo é que acabam por entender o que tantas vezes dizemos!!!
    :)
    Beijoquinhasssssssss

    ResponderEliminar

Lilypie Premature Baby tickers